Templates by BIGtheme NET

Depois de 150 anos, o mundo contempla a Superlua azul de sangue com eclipse

1517298321_409999_1517299797_noticia_normal

Um fenômeno astronômico triplo e raro ocorreu no céu nesta quarta-feira (31) e chamou a atenção de todos. Quem é apaixonado pela lua, teve um prato cheio: um eclipse lunar total – que gera um efeito avermelhado, uma superlua e a chamada lua azul. A última vez que isso aconteceu foi em 1866 e voltará a acontecer apenas em 2037, mas infelizmente na maioria do Brasil não foi possível ver o eclipse.

Já a superlua, estava visível nos céus em qualquer canto do planeta. A lua azul, por sua vez, é só um nome e não gera um efeito visível. O fenômeno gerou uma onda de registros nas redes sociais, muita gente estava querendo guardar essa lembrança para a vida inteira. As hashtags sobre o assunto ficaram entre as mais citadas durante o dia todo.

“O eclipse é o resultado do alinhamento entre o Sol, a Terra e a Lua. Mas nós não estamos na face da Terra que enxerga esse alinhamento”, explica Cássio Barbosa, astrônomo e professor do centro universitário FEI.

A superlua vista do Largo de Fátima, em Penedo. Foto: Gabriela Flores

A superlua vista do Largo de Fátima, em Penedo. Foto: Gabriela Flores


Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com