Templates by BIGtheme NET

Febre amarela: Delmiro Gouveia é a primeira cidade de Alagoas com recomendação para vacina

FOTO/DIVULGAÇÃO
FOTO/DIVULGAÇÃO

 

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) recomenda que os moradores de Delmiro Gouveia que trabalhem ou que estejam com viagem marcada para alguma área de risco da doença sejam vacinados contra a febre amarela.

Isso porque a cidade fica a apenas 40 quilômetros de Paulo Afonso, na Bahia, onde já foram registrados casos da doença. Desse modo, quem mora em Delmiro e trabalha na cidade baiana ou tem viagem marcada para outras regiões do país que sejam consideradas áreas de risco deve se vacinar.

A vacina é gratuita e deve estar disponível nos postos de saúde. É preciso ser vacinado pelo menos 10 dias antes da viagem, para que o organismo produza anticorpos contra a doença. No Brasil, as áreas mais críticas ficam no Sudeste, onde estão os estados de São Paulo Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Em junho de 2017, portanto, sete meses atrás, mosquitos que podem transmitir o vírus causador da febre amarela foram capturados em área de mata no município de Maravilha, no Sertão alagoano.

A confirmação se deu devido a um trabalho preventivo que a Sesau realizava na região, após o registro da morte de saguis por causas até então desconhecidas. Os macacos do tipo saguis, assim como os humanos, podem morrer em caso de incidência da doença.

Mesmo assim, a secretaria alerta que é preciso manter o combate aos focos do mosquito Aedes aegypti na área urbana, adotando as medidas relativas à eliminação de criadouros dentro das casas e em seus arredores, além da proteção dos depósitos de água de consumo.

Sintomas da febre amarela

Na maior parte dos casos, os sintomas incluem febre, calafrios, perda de apetite, náuseas, dores de cabeça e dores musculares, principalmente nas costas. Os sintomas geralmente melhoram ao fim de cinco dias. Em algumas pessoas, no prazo de um dia após os sintomas melhorarem, a febre regressa juntamente com dores abdominais e as lesões no fígado provocam icterícia. Quando isto ocorre, aumenta o risco de insuficiência renal.

 

Fonte: 40 Graus.al


Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com