Templates by BIGtheme NET

Cassação de Eduardo Cunha é aprovada com votação esmagadora na Câmara

Foto: internet.
Foto: internet.

Com encerramento nos últimos minutos da noite desta segunda, 12, e resultado com placar da Câmara dos Deputados de 450 votos a favor, 10 votos contra e 9 abstenções, Eduardo Cunha foi cassado marcando historicamente o fim do processo mais longo de cassação: a votação aconteceu dez meses depois do processo ter sido aberto no Conselho de Ética da Câmara.

Foto: internet.

Foto: internet.

Presente na Câmara para exercer sua própria defesa Cunha atacou o PT dizendo ser vítima de vingança por ter aceitado o processo de impeachment contra a ex-presidente Dilma Rousseff e afirmou que os votos determinantes para sua exclusão foram de natureza política.

A bancada federal alagoana teve maioria de voto a favor da saída do parlamentar. Dos nove deputados alagoanos somente Arthur Lira (PP) foi a favor da continuidade de Cunha no cargo.

Consequências

Diante do afastamento definitivo, o ex-presidente da Câmara, deve ser substituído pelo primeiro suplente da coligação do PMDB, Marquinho Mendes, do Rio de Janeiro.

Eduardo Cunha, 57 anos, acusado de mentir na CPI da Petrobras no ano passado por negação da titularidade de contas internacionais fica inelegível por oito anos a partir do fim do mandato (proibido de disputa eleitoral até 2026) e perde o foro privilegiado – direito de ser processado e julgado apenas no Supremo Tribunal Federal (STF).

Com a perda do privilégio ligado ao STF os inquéritos que responde na Operação Lava Jato seguem para a primeira instância da Justiça Federal cabendo ao Supremo decidir se o Juiz Sérgio Moro assume os casos.

 

Por: Redação.


Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com